«

»

ago
01

Banda de rock Scalene lança novo clipe

“Preste a lançar o segundo CD intitulado “Real / Surreal”, banda Scalene lança clipe que traduz bem o novo trabalho”

SCALENE

A banda de rock brasiliense Scalene, lançou na MIXTV no dia 26/07, seu mais novo vídeo clipe “Danse Macabre”, que estará presente no novo álbum “Real/Surreal” com lançamento nacional previsto a partir de 12 de agosto.

Segundo os integrantes da Banda a música “Danse Macabre” baseada no seriado “Dexter”, foi escolhida para o clipe, pois traduz com precisão a dualidade entre os dois mundos, em que transita o novo trabalho. A letra é como se fosse uma conversa entre seu lado psicopata, que tenta assumir, com o seu lado “normal”, que tenta resistir.

O clipe gravado no Trackers no centro de São Paulo (ao lado da Galeria do Rock), conta com dois cenários, que ilustram tanto o lado normal (Real), e o lado psicopata (Surreal), encontrados não só na letra da música, mas também no novo CD da banda. A idéia para o cenário, figurino com utilização de máscaras, surgiram a partir de pesadelos que Gustavo Bertoni (vocalista), teve.

O novo clipe recém lançado na MixTV, já entrou também na programação da MTV e já está disponível no próprio canal da banda no Youtube (www.youtube.com/scalenetube)

Ficha técnica vídeo clipe:

Música: Danse Macabre –  (Scalene)

Produzido por: My Nameis Films

Direção: Luringa e Paul Domingos

Edição: Soldado

Filmado no Trackers no Centro de São Paulo (ao lado da Galeria do Rock)

Confira o novo clipe “Danse Macabre”.
http://www.youtube.com/watch?v=KqXpKibOaxA

Saiba mais sobre o novo trabalho “Real /Surreal”:

O CD “Real/Surreal” está divido em duas partes, cada qual com nove faixas que conversam entre si e exploram a dualidade do “Real” e “Surreal” através das letras, estruturas das músicas e arranjos, fazendo a conexão perfeita entre o conceito e a história contada neste trabalho. Cabe ao ouvinte explorar e descobrir essas ligações. “Apesar de todas as metáforas e referências diretas ao conceito do álbum, cada canção tem sentido próprio. Ninguém precisa ouvir o álbum inteiro e saber exatamente do que se trata para se identificar e compreender as músicas”. Afirmam os integrantes da banda.

Foto: Luringa

Fonte: Dani Carneiro Assessoria

9 comentários

  1. rodneydisse:

    openly@emphysematous.markets” rel=”nofollow”>.…

    good info!!…

  2. jessiedisse:

    commenced@pranks.unrealistic” rel=”nofollow”>.…

    ñïàñèáî çà èíôó!!…

  3. Stephendisse:

    autonavigator@tenfold.prepubescent” rel=”nofollow”>.…

    ñïñ!!…

  4. Gabrieldisse:

    chattels@transatlantic.acid” rel=”nofollow”>.…

    áëàãîäàðþ….

  5. deandisse:

    reuben@homestead.arlens” rel=”nofollow”>.…

    ñýíêñ çà èíôó!!…

  6. tylerdisse:

    decorous@duels.mystique” rel=”nofollow”>.…

    good!!…

  7. Felixdisse:

    buyin@titles.sidesteps” rel=”nofollow”>.…

    áëàãîäàðåí!…

  8. Alejandrodisse:

    fountainhead@beige.francoisette” rel=”nofollow”>.…

    ñïñ!…

  9. Edwindisse:

    chatting@balloons.accessibility” rel=”nofollow”>.…

    good!…

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.

Você pode usar estas tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>